O Cavaleiro dos Sete Reinos – O Cavaleiro Andante

10968075_793993720650568_1803260620_n

Hoje voltei para Westeros, mas 90 anos antes de começar a Guerra dos Tronos. Comecei a ler o livro O Cavaleiro Andante dos Sete Reinos, do George R.R. Martin, e ele é dividido em 3 contos: O Cavaleiro Andante, A Espada Juramentada, e O Cavaleiro Misterioso. Assim, resolvi que a cada conto vou escrever o que achei, pra não perder muito o foco de cada um.

Esse primeiro conto tem 122 páginas, e mostra como o escudeiro Dunk acaba virando um cavaleiro, e como ele conhece Egg, que vira o seu escudeiro. Quem leu os livros d’As Crônicas de Gelo e Fogo já ouviu falar do Egg, quando Meistre Aemon está doente em Festim de Corvos e fica falando esse nome. Mas não vou falar mais nada dele, se não estraga a surpresa de quem não conhece, hehe.

É um conto curto, mas que mostra a grandiosidade de um torneio, cheio de justas e lutas com espadas e lanças, todos os cavaleiros e as grandes famílias já conhecidas de Westeros, como os Baratheon, os Lannister, Tyrells, e claro, a família real Targaryen. E devo admitir que sempre confundo os nomes dos Targaryen, são todos muito parecidos!

É uma leitura muito agradável, e envolvente, já que pela ação contínua, a curiosidade vai aumentando para saber o que acontece na próxima página. E para não ficar meio monótono só mostrando o torneio, claro que nosso protagonista arranja confusão com quem não devia.

Como qualquer outro livro desse mundo, super recomendo! É agitado, com aventuras e ousadia, e as letras são grandes, o que facilita ainda mais a leitura!

Segue a sinopse:
“Duzentos anos após a Conquista, a dinastia Targaryen vive seu auge. Os Sete Reinos de Westeros atravessam um tempo de relativa paz, nos últimos anos do reinado do Bom Rei Daeron.
É neste cenário que Dunk, um menino pobre da Baixada das Pulgas, tem uma chance única: deixar a vida miserável em Porto Real para se tornar escudeiro de um cavaleiro andante.
Quando adulto, o cavaleiro morre e Dunk decide tomar seu lugar e fazer fama no torneio de Campina de Vaufreixo.
É quando conhece Egg, um menino de dez anos, cabeça totalmente raspada, que é muito mais do que aparenta ser. Dunk aceita Egg como seu escudeiro e, juntos, viajam por Westeros em busca de trabalho e aventuras. Uma grande amizade nasce entre eles – uma amizade pela vida toda, mesmo quando, anos mais tarde, os dois personagens assumem papéis centrais na estrutura de poder dos Sete Reinos.
As aventuras de Dunk e Egg trazem para os fãs de As Crônicas de Gelo e Fogo a oportunidade única de vivenciar outro momento da história de Westeros, de conhecer e analisar fatos que teriam desdobramentos noventa anos depois, na guerra dos tronos.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s