Mate-me Quando Quiser

16401846975_0929ed69e1_o

Livro: Mate-me Quando Quiser
Autora: Anita Deak
Páginas: 245
Tempo: 2 semanas

Pensem comigo: se vocês lessem a sinopse do livro e ela te fala que uma mulher contrata um assassino profissional para matar ela mesma, dá quatro meses para o homem fazer isso, se muda para Barcelona e fica esperando ser morta, vocês esperariam o maior clichê dos romances da vida, né? Do tipo, o matador se aproxima dela, eles se apaixonam, ela desiste de morrer, ele se revela o assassino, e aí eles ficam juntos e felizes para sempre. Se você  pensou isso, meu caro, te digo que nos enganamos, e muito.

;

E essa foi a única coisa que eu gostei nesse livro, não ser o que eu já esperava. Gostei de me surpreender, e de toda a reviravolta que vai acontecendo. É uma surpresa atrás da outra.

Mas falando assim, parece que é agitada, cheio de ação e coisas do tipo… Mais uma vez, engano seu. É uma leitura devagar não é a toa que demorei mais de duas pra conseguir terminar. E o jeito que a autora, que é brasileira, escreve não me agradou, não. Ela se aprofunda muito onde não precisa, demora para chegar no ponto x do assunto, usa pouco diálogos, o que, na minha opinião, dá mais fluidez a leitura.

Uma coisa que me irritou bastante foi a falta de nomes. Sim, de nomes! UM dos personagens principais tem seu nome revelado. Os outros são chamados por alguma característica, como Loira, Morena. Eu não sei trabalhar sem nomes. Não consigo visualizar o personagem como eu deveria, me sinto perdida no tempo-espaço da narrativa.

Não foi meu livro preferido, mas também não foi de todo ruim já que me surpreendeu positivamente. Acho que ele fica na média, um daqueles que nunca mais vou ler…

Segue a sinopse:
“Decidindo que sua vida deveria chegar ao fim, mas sem coragem de cometer suicídio, uma mulher contrata Soares, um matador de aluguel. Resolve que sua morte acontecerá na bela cidade de Barcelona, e para isso envia ao seu futuro algoz a passagem de avião e o endereço de onde ficará na Espanha. Ele deverá matá-la no prazo de quatro meses, quando for mais conveniente. Junto com o pagamento, manda também uma foto sua, para que ele saiba quem ela é. Mas ela não quer saber como é a aparência de seu matador. O destino, porém, nem sempre cumpre à risca os planos que costumamos traçar para ele.”

Anúncios

Um comentário sobre “Mate-me Quando Quiser

  1. Pingback: dançando com livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s