Sniper Americano

11749514_869366543113285_2143098416_n

Livro: Sniper Americano
Autor: Chris Kyle
Páginas: 342
Tempo: 16 dias

Quem me conhece, ou já teve aquela conversa “o que você prestou no vestibular?” sabe que eu gosto, e muito, da vida militar. Para quem não me conhece, eu queria ser da PM, mais especificamente da cavalaria, e continuo admirando muito essa carreira, de todas as forças armadas. Sou apaixonada por filmes e histórias de guerra, e cada vez que vejo ou leio alguma coisa me vem aquela vontade de tentar de novo uma vida nesse mundo… Logo, já era de se esperar que eu fosse amar Sniper Americano.

Eu assisti primeiro o filme, e fiquei maluca com a história do Chris Kyle. E ainda mais por saber que o longa foi baseado nas memórias dele, achei demais. Principalmente aquele final, com cenas do funeral dele… Arrepiante!

Então resolvi ler o livro. Queria ler em inglês, saber as exatas palavras que ele escreveu, mas queria tanto ler que comprei assim que encontrei, e era em português. Sem problemas, a emoção do que ele viveu continua a mesma.

Eu gosto de autobiografias pelo fato da pessoa escrever o que quer, de um jeito fácil e sem enrolação. E como Chris escreve flui muito bem, e ele consegue passar todos os sentimentos, dá a impressão que você estava lá na guerra, deitado observando e atirando, ou invadindo uma casa ou fazendo os treinamentos de mergulhador. Ou será que era apenas minha própria adrenalina e vontade de estar lá fazendo essas coisas?

Achei muito bom quando entra trechinhos com o ponto de vista da Taya, esposa dele. Mostra o outro lado da história, o da mulher e mãe que estava sem o marido e pai de seus filhos a maioria do tempo, e com medo de atender o telefone e receber uma notícia ruim. É o lado humano do livro eu diria, onde as emoções e os sentimentos são ditos e demonstrados mesmo.

Eu senti um pouco de falta de um posfácio talvez, um adendo, não sei, mas algo falando da morte dele, acho que por conta do filme ter todo aquele final tocante, queria ver isso nas palavras de alguém. Mas também entendo os lados de não fazer isso.

Bom, resumindo, amei amei amei esse livro, recomendo muito para todos! Muitas dúvidas foram tiradas, aprendi muita coisa, ele é bem didático para quem não entende de armas, de patentes e coisas do gênero, então não tem como ficar perdido nos termos que ele usa. Esse cara foi incrível!

Sinopse:
“Ao longo de uma década de serviço, incluindo diversas incursões ao Iraque e a outras zonas de combate durante o auge da chamada Guerra ao Terror, Chris Kyle, atirador de elite dos Seals, alcançou o recorde de mais de 150 mortes confirmadas pelo Pentágono. No livro, ele fala abertamente dos sofrimentos da guerra, da morte brutal de alguns companheiros, da ação como atirador e da frieza e precisão que desenvolveu ao longo do serviço, lançando luz não só sobre a perturbadora realidade dos combatentes como também sobre a extrema dificuldade da readaptação dos que retornam ao lar. Em 2013, Chris Kyle foi assassinado a tiros por um veterano da guerra do Iraque que sofria de estresse pós-traumático, e sua história estará nos cinemas em 2015 em filme homônimo ao livro, dirigido por Clint Eastwood e estrelado por Bradley Cooper.”

Assistam esse filme, por favor ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s