Clímax

CLIMAX-LIVRO-CHUCK-PALAHNIUK

Livro: Clímax
Autor: Chuck Palahniuk
Páginas: 215
Tempo: 3 dias

Sinceramente, só continuei lendo esse livro depois da primeira cena porque minha amiga dona do mesmo me incentivou a ler até o final. Fiquei enojada e desesperada com o modo que o livro começa. É, no mínimo, desesperador. Não que seja muito diferente no decorrer dele.

Acho que preciso ler só mais um livro do Chuck Palahniuk para ter 100% de certeza que esse cara é louco. Muito diferente do Clube da Luta, Clímax é tipo uma distopia, onde as mulheres, todas as mulheres, se trancam em seus quartos loucas desvairadas buscando o autoprazer com brinquedinhos eróticos, sem comer, sem tomar banho, sem se hidratar, saindo apenas em busca de pilhas novas ou para ficar na fila quilométrica da loja que vende esses produtos para comprar novos.

Nunca li ou assisti 50 Tons de Cinza, mas achei meio parecido com o que sei da história: a garota bonitinha mas sem sal (Penny) conquista o bilionário lindo e charmoso, aquele cara que todas as mulheres fariam de tudo para dar uns beijos (Cornelius Linus Maxwell, ou CLíMax). E depois continua na mesma linda de 50 Tons (de novo, não li, mas é como eu vejo a história): ele faz tudo o que bem entende com a Penny, e ela deixa, já que o prazer é absurdo e mágico e glorioso e por ai vai.

Mas o Max faz o que quer com a Penny para testar os produtos eróticos que vai começar a vender, sim, os mesmo que escravizam as mulheres de todo o mundo. Sério, é desesperador isso de ela ser a escrava dele, ela sabe o que está acontecendo, e não se liberta. Não sei lidar, sério.

Depois que todas as outras mulheres foram escravizadas pelos produtos da Beautiful You, a Penny se vê como a única que pode salvar o mundo do domínio de Max. Mas o final do livro, pra mim, foi super desnecessário, e foge do que seria um surpreendente legal.

É uma leitura muito interessante apesar de tudo, dá até vontade de sentir o que esses brinquedinhos fazem, mas pra mim ele é mais desesperador do que legal. E só um PS que adorei a capa, mas essa imagem ficou meio bosta, sorry.

Segue a sinopse:
“Penny Harrigan é uma jovem recém-formada em Direito que trabalha no maior escritório de advocacia de Manhattan. Vinda do meio-oeste, ela mora em um apartamentinho no Queens com duas colegas e há tempos não tem nem sinal de vida amorosa. Por isso, imagine o choque que leva quando C. Linus Maxwell – ou “ClíMax”, o megabilionário famoso por casos com as mulheres mais lindas e cobiçadas do planeta – a convida para jantar? Ela vive um mundo de sonhos até descobrir que é cobaia na etapa final de pesquisa e desenvolvimento da Beautiful You, uma linha de apetrechos sexuais que serão vendidos às mulheres do mundo todo numa cadeia multinacional de lojas. Milhões de mulheres fazem fila para abastecer-se do catálogo de aparelhinhos, tão potentes e eficazes que, por todo o globo, elas chegam em casa, trancam-se no quarto e não saem mais – a não ser quando precisam de pilhas. Alguém precisa deter o plano de Maxwell de dominar o mundo usando o prazer erótico. Mas como?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s