Paratii – Entre Dois Pólos

12637137_952450708138201_1623098317_o

Livro: Paratii – Entre Dois Pólos
Autor: Amyr Klink
Páginas: 221
Tempo: 9 dias

Assim como o outro livro que li do Amyr Klik, Cem Dias Entre Céu e Mar, fiquei impressionada em como esse cara é determinado e corajoso! Dessa vez ele resolveu que ia passar um inverno inteiro na Antártica, sim, no continente gelado, cercado de neve, frio e pinguins. E confesso que fiquei com inveja dele.

Inveja porque ele teve a oportunidade de conhecer um dos lugares mais isolado, solitário e ao mesmo tempo mais maravilhoso e cheio de mistérios do mundo. E mesmo estando sozinho, ele nunca ficou solitário durante sua estadia por lá.

Ele tinha algumas visitas esporádicas de outros barcos que passavam pela baia que ele desceu a âncora, mas sua companhia de todo dia eram os pinguins, sua amiga foca e o elefante marinho. Esse contato direto e intenso que ele teve com a natureza é incrível!

Como no outro livro, esse também tem algumas fotos, mas na maioria das vezes, a imaginação tem que correr solta, afinal, a vida no mar, ainda mais com gelo e neve por perto é inimaginável. É cada coisa que se vê, são experiências únicas, e algumas eu vivi através das palavras do Amyr.

Nevascas, pôr do sol, noites estreladas, desenhos do gelo, os hábitos dos pinguins, as paisagens do polo norte, que ele faz uma breve visita depois do inverno na Antártica, e o que eu achei mais incrível e mais quero ver um dia é o fenômeno do raio verde no pôr do sol. Desde que vi no filme do Piratas do Caribe fiquei encantada, achei que era um mito, mas isso só me deixou mais curiosa para presenciar isso. Deve ser maravilhoso!

Eu sempre fui apaixonada pelo mar, e uma vida nele me encanta, ainda mais uma vida desbravando ele e conhecendo lugares incríveis, como as Ilhas Faroé, que me deixou morrendo de vontade de jogar tudo pro alto e ir para lá só pela descrição dele.

Falando em descrição, o Amyr é muito bom para descrever o que acontece durante suas viagens. Eu adoro seus livros, são detalhistas, tem começo, meio e fim, explicações e meios de fazer todos entenderem o que ele quer dizer, mesmo quem nunca olhou para um barco na vida. Eu gostaria de um dia poder conversar com ele pessoalmente. Ele sempre deixa uma mensagem dessas viagens, e eu, particularmente, me sinto inspirada depois de ler seus relatos.

Segue a sinopse:
“Amyr Klink é sempre surpreendente. Depois de cruzar o Atlântico em um minúsculo barco a remo – travessia relatada em Cem dias entre céu e mar -, lançou-se em outro projeto assombroso: passar um ano inteiro na Antártica, dos quais seis meses imobilizados no gelo, em companhia apenas de pingüins e leões-marinhos. Para realizar esse sonho, no final de 1989 partiu no veleiro Paratii para uma viagem que iria durar 22 meses. Navegando solitário por mais de 50 mil quilômetros, alcançou não apenas o continente gelado do Sul, mas também as geleiras do pólo Norte. E trouxe na bagagem dois punhados de pedrinhas, um da Antártica e outro do Ártico: símbolos da misteriosa matéria de que são feitos os mais belos e ousados sonhos.”

Anúncios

Um comentário sobre “Paratii – Entre Dois Pólos

  1. Pingback: Melhores livros, dois anos e agora voltei! | dançando com livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s