A Revolução dos Bichos

a revolução dos bichos

Livro: A Revolução dos Bichos
Autor: George Orwell
Páginas: 137
Tempo: 3 dias

Eu nunca fui de ler os ditos clássicos da literatura pelo simples motivo de não ter os livros, ou acabar comprando outro antes de achar eles nas livrarias da vida. Mas achei A Revolução dos Bichos, que era do meu avô, e resolvi ler.

A história do livro conta como os animais de uma fazendo na Inglaterra se rebelaram contra seu dono, e expulsaram todos os humanos de lá. Eles seguiram com os trabalhos da fazenda, colhendo, plantando e tudo mais, mas alguns bichos mais espertinhos começam a se aproveitar da ignorância dos outros.

O que começa com o sonho de uma vida livre de trabalho escravo, cheio de comida e tempo para curtir a fazenda, acaba não sendo bem isso, justamente por causa desses espertinhos. E isso me irritou profundamente!

Parando para analisar o livro, é uma crítica social enorme! Orwell mostrou que a ganância muda até os animais, que deveriam viver da natureza e sem se preocupar com dinheiro e luxos… Infelizmente o mundo só pensa nisso.

O final me surpreendeu, mas não pelo rumo que as coisas tomaram, o que, desde o meio do livro, já era esperado. O que me deixou surpresa foi como ele terminou o livro, com a mudança, literalmente, dos animais espertinhos e gananciosos.

É interessante ler esse tipo de livro que te faz pensar, gostei da leitura, mesmo com minhas crises de irritação, porque, coitados dos bichinhos que não são tão espertos! Aff, ainda me irrito só de lembrar… Mas como é um livro curtinho, recomendo a leitura para pensar um pouquinho que seja no mundo em que vivemos.

Bom, segue a sinopse:
“Num belo dia, os animais da fazenda do sr. Jones se dão conta da vida indigna a que são submetidos: eles se matam de trabalhar para os homens, lhes dão todas as suas energias em troca de uma ração miserável, para ao final serem abatidos sem piedade. Liderados por um grupo de porcos, os bichos então expulsam o fazendeiro de sua propriedade e pretendem fazer dela um Estado em que todos serão iguais.
Logo começam as disputas internas, as perseguições e a exploração do bicho pelo bicho, que farão da granja um arremedo grotesco da sociedade humana.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s